Tilt Test ou Teste de Inclinação - PROLAB - Centro Diagnóstico Cardiológico

Tilt Test ou Teste de Inclinação

É um teste realizado com a cama inclinada entre 60 e 80 graus e é uma forma segura de provocar a síncope neuromediada, com o objetivo de obter informações para induzir e tratar adequadamente a síncope (desmaio). As síncopes neuromediadas são freqüentes em pacientes jovens, sem  doença aparente. Não compromete a vida mas pode ser causa de sérios acidentes e traumatismos, o que pode levar a complicações maiores.

Normalmente quando uma pessoa fica de pé por um período prolongado de tempo, os vasos sangüíneos periféricos se dilatam e o sangue se acumula nas pernas pela ação da gravidade. Isto equivale a quantidade de sangue que retornará ao coração e ao cérebro e é compensado pelo aumento da freqüência cardíaca  e pela constrição dos vasos das pernas para manter o débito cardíaco adequado ao corpo. Quando isto não ocorre, ou seja, quando há falha no mecanismo compensatório, comprometendo o retorno desse sangue, se desencadeia uma das causas mais freqüentes de síncope. Antes do desmaio o paciente pode apresentar queixa de tontura, escurecimento visual, zumbido no ouvido e cansaço. Exercícios, estresse, ortorstatismo prolongado e desautonomia podem desencadear desmaios em pessoas susceptíveis.

Para a realização do exame, o paciente fica deitado em uma cama especial, que depois será inclinada verticalmente (com o paciente acinturado na cama). O exame dura cerca de 40-60 minutos. Durante todo o exame serão aferidos a pressão arterial, a freqüência cardíaca e os batimentos cardíacos através do traçado eletrocardiográfico.  Se necessário, uma medicação como nitrato será administrada  próximo ao final do exame, aumentando assim a sensibilidade do teste. Outra medida adotada no Tilt Test em pacientes mais velhos é a massagem do seio carotídeo (no pescoço), também aumentando a sensibilidade do método. O teste será positivo quando reproduzir o quadro de síncope e/ou ocorrer alterações hemodinâmicas relacionadas com os sintomas.

Ao final do exame a cama volta à posição normal e o paciente fica um curto período em observação, até a normalização de todos os parâmetros e ausência de sintomas, os quais devem ser relatados e revertidos antes de sua liberação.

Agendar